fbpx
Projetos

Desenvolvemos projetos de engenharia de acordo com normas técnicas vigentes e conforme as necessidades da sua obra, além da tramitação

Obras

Soluções para construção da sua obra, desde o acompanhamento até o gerenciamento da obra, elaboração de orçamento, cronogramas...

Serviços Realizados

Conheça alguns dos nossos serviços prestados, desde a elaboração de projetos até o acompanhamento de obras. Projeto Arquitetônico desenvolvido por

  O sonho de comprar a casa própria e sair do aluguel deve ser cuidadosamente planejado, por se tratar de um dos maiores investimentos que você pode realizar em sua vida.

   Para que você consiga ser aprovado em um financiamento imobiliário, você deve, inicialmente, organizar as informações e os documentos necessários. Além disso, reunimos algumas dicas importantes que podem ser seguidas para aumentar as chances de aprovação no financiamento de imóvel.

1.      Abra conta no banco em que pretende financiar o imóvel

   Para conseguir taxas de juros melhores, alguns bancos dão prioridade aos seus clientes, como no caso da Caixa Econômica Federal.

   Além disso, os bancos possuem as informações das movimentações financeiras realizadas em sua conta nos últimos meses. Essas informações podem ser usadas na hora de avaliar se você se enquadra em alguma linha de crédito, trazendo mais agilidade ao seu processo.

   É importante manter as contas sempre em dia, pois o gerente saberá se você é um bom pagador, aumentando as chances de ser aprovado no financiamento imobiliário, supondo que você pagará as parcelas sempre em dia.

2.      Deposite no banco todo o dinheiro que você ganha

   De acordo com suas movimentações financeiras, fica mais fácil comprovar suas fontes de renda, principalmente se você for autônomo ou trabalhador que tem mais de uma fonte de renda. Isso ajudará a comprovar que você recebe a renda informada no pedido de financiamento.

3.      Faça o cadastro positivo na Serasa Experian

   Você poderá realizar o cadastro positivo na Serasa Experian, que irá avaliar se você realiza o pagamento das suas contas em dia. Essas informações são repassadas ao bancos, e também podem auxiliar na sua avaliação de crédito,  podendo assim, ser liberado um financiamento com menores taxas de juros.

4.      Guarde os comprovantes de renda

   Um financiamento imobiliário é uma dívida extremamente cara e pode durar por um longo período de sua vida, portanto você terá que comprovar que tem dinheiro suficiente para assumir essa responsabilidade. Nesse caso, algumas formas de comprovar a sua renda que normalmente são aceitas pelo banco é a declaração de imposto de renda, holerites e extratos bancários.

5.      Abra sua empresa como Microempreendedor Individual (MEI)

   Uma grande dificuldade para o trabalhador informal é a comprovação de renda. Muitas vezes os financiamentos exigem uma determinada renda mensal para que o financiamento do imóvel seja aprovado.

   Abrindo sua empresa como Microempreendedor Individual, ajudará na sua análise de crédito, pois você começa a declarar imposto de renda, que é uma das formas de comprovar que você possui renda suficiente para pagar o financiamento, conforme citado no item anterior. Além disso com o MEI, você possui benefícios como aposentadoria e auxilio doença.

  Para virar MEI você pode fazer um cadastro bem fácil no site do Portal Empreendedor.

   Agora que você possui essas informações é possível perceber que o financiamento imobiliário não é nem um bicho de sete cabeças.

   O item que julgamos mais importante é a comprovação da renda. Atualmente os bancos não liberam financiamento com parcelas maiores que 30% da sua renda, pois esta despesa não será a única que você terá durante um mês. Sendo assim, quanto maior sua renda, maior será a probabilidade de conseguir ser aprovado em um financiamento de até 80% do valor do imóvel, como hoje é praticado pela Caixa Econômica Federal.     

6. Dica extra

   Para conseguir comprovar uma renda maior, você poderá solicitar o financiamento imobiliário informando se há mais de um comprador ou dependente, como por exemplo marido e mulher. Sendo assim, a renda familiar poderá ser somada entre os compradores, aumentando ainda mais as chances de conseguir o crédito para comprar a casa própria com até 35 anos para pagar.

Localizado em condomínio fechado, no centro de Contenda, próximo aos principais pontos comerciais da cidade.

Clientes e Parceiros

  O sonho de comprar a casa própria e sair do aluguel deve ser cuidadosamente planejado, por se tratar de um dos maiores investimentos que você pode realizar em sua vida.

   Para que você consiga ser aprovado em um financiamento imobiliário, você deve, inicialmente, organizar as informações e os documentos necessários. Além disso, reunimos algumas dicas importantes que podem ser seguidas para aumentar as chances de aprovação no financiamento de imóvel.

1.      Abra conta no banco em que pretende financiar o imóvel

   Para conseguir taxas de juros melhores, alguns bancos dão prioridade aos seus clientes, como no caso da Caixa Econômica Federal.

   Além disso, os bancos possuem as informações das movimentações financeiras realizadas em sua conta nos últimos meses. Essas informações podem ser usadas na hora de avaliar se você se enquadra em alguma linha de crédito, trazendo mais agilidade ao seu processo.

   É importante manter as contas sempre em dia, pois o gerente saberá se você é um bom pagador, aumentando as chances de ser aprovado no financiamento imobiliário, supondo que você pagará as parcelas sempre em dia.

2.      Deposite no banco todo o dinheiro que você ganha

   De acordo com suas movimentações financeiras, fica mais fácil comprovar suas fontes de renda, principalmente se você for autônomo ou trabalhador que tem mais de uma fonte de renda. Isso ajudará a comprovar que você recebe a renda informada no pedido de financiamento.

3.      Faça o cadastro positivo na Serasa Experian

   Você poderá realizar o cadastro positivo na Serasa Experian, que irá avaliar se você realiza o pagamento das suas contas em dia. Essas informações são repassadas ao bancos, e também podem auxiliar na sua avaliação de crédito,  podendo assim, ser liberado um financiamento com menores taxas de juros.

4.      Guarde os comprovantes de renda

   Um financiamento imobiliário é uma dívida extremamente cara e pode durar por um longo período de sua vida, portanto você terá que comprovar que tem dinheiro suficiente para assumir essa responsabilidade. Nesse caso, algumas formas de comprovar a sua renda que normalmente são aceitas pelo banco é a declaração de imposto de renda, holerites e extratos bancários.

5.      Abra sua empresa como Microempreendedor Individual (MEI)

   Uma grande dificuldade para o trabalhador informal é a comprovação de renda. Muitas vezes os financiamentos exigem uma determinada renda mensal para que o financiamento do imóvel seja aprovado.

   Abrindo sua empresa como Microempreendedor Individual, ajudará na sua análise de crédito, pois você começa a declarar imposto de renda, que é uma das formas de comprovar que você possui renda suficiente para pagar o financiamento, conforme citado no item anterior. Além disso com o MEI, você possui benefícios como aposentadoria e auxilio doença.

  Para virar MEI você pode fazer um cadastro bem fácil no site do Portal Empreendedor.

   Agora que você possui essas informações é possível perceber que o financiamento imobiliário não é nem um bicho de sete cabeças.

   O item que julgamos mais importante é a comprovação da renda. Atualmente os bancos não liberam financiamento com parcelas maiores que 30% da sua renda, pois esta despesa não será a única que você terá durante um mês. Sendo assim, quanto maior sua renda, maior será a probabilidade de conseguir ser aprovado em um financiamento de até 80% do valor do imóvel, como hoje é praticado pela Caixa Econômica Federal.     

6. Dica extra

   Para conseguir comprovar uma renda maior, você poderá solicitar o financiamento imobiliário informando se há mais de um comprador ou dependente, como por exemplo marido e mulher. Sendo assim, a renda familiar poderá ser somada entre os compradores, aumentando ainda mais as chances de conseguir o crédito para comprar a casa própria com até 35 anos para pagar.

Localizado em condomínio fechado, no centro de Contenda, próximo aos principais pontos comerciais da cidade.